Andor, resenha de série

Aventura, Disney+, 1 temporada, 12 episodios, setembro/2022

Com 12 episódios em sua primeira temporada Andor é uma série interessante, porém complicada. Isso, pois ao contrário de The Mandalorian ou The Book of Boba Fett, cujas histórias são basicamente focadas num só personagem e suas aventuras, Andor, trabalha diversos focos narrativos. A série mostra a estruturação da rebelião contra o Império antes do filme Rogue One (o qual acontece pouco antes do episódio IV, Uma Nova Esperança) através do ponto de vista de muitos personagens, tanto da rebelião como do império.

Apesar de, nesta temporada, o arco principal ser a vida do ladrão Cassian Andor desde sua infância até sua entrada na rebelião contra o império galáctico, a série tem um fundo muito grande de intriga e política. Ela apresenta subtramas ligadas a vários personagens, assim como a suas famílias e círculos de amizade, fazendo com que o expectador se aprofunde não só na história de Cassian, mas dos demais personagens recorrentes, apresentando desde figuras conhecidas como a senadora Mon Mothma (e sua família) e o guerrilheiro rebelde Saw Gerrera, como novas, como o inspetor adjunto (pró império) de Preox-Morlana Syril Karn; o negociante de antiguidades e líder rebelde Luthen Rael: a supervisora do Bureau de Segurança Imperial Dedra Meero; e a rebelde Vel Sartha, que também é prima de Mon Mothma.

Esse tipo de estrutura mais complexa, no entanto, cria uma série que, apesar de interessante, pois é simples criar empatia com diversos personagens recorrentes (inclusive do império), assim como com a trama apresentada, não possui a mesma agilidade das já mencionadas séries do universo Star Wars, sendo as vezes até um tanto quanto monótona. Isso, pois antes que cada ação importante aconteça muitos pontos de vista têm de ser apresentados e muita história tem que acontecer.

Mesmo assim a trama é bem trabalhada e a história bem contada, de modo que depois que nos acostumamos com a velocidade com que a história é apresentada (algo que também aconteceu comigo em The Book of Boba Fett após haver assistido o The Mandalorian, e em Andor aconteceu logo após o terceiro episódio), passamos a achar a série interessante.

Já a respeito dos personagens, os mesmos são bem interessantes e tridimensionais, de modo que muitas vezes nos vemos torcendo por esse ou aquele personagem, especialmente porque muitas vezes apesar de gostarmos deles, seus problemas ou suas ações parecem pequenos e mesquinhos (mesmo os rebeldes) perto das de outros personagens.

E é fundamental dizer que, como acontece nas duas séries mencionadas, em Andor existe sim um respeito para com o fã, de modo que apesar de, como eu já disse, a estrutura ser diferente e baseada em intriga e política, definitivamente é uma história de Star Wars. Deste modo eu posso dizer que sem dúvida pretendo assistir a segunda temporada (de cinco, segundo a produtora), que, apesar ainda não confirmada, dizem que será lançada no final de 2023 ou no máximo início de 2024. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s